Pular para o conteúdo principal

Jeff The Killer

CREEPYPASTA

Já era parte da rotina acordar todos os dias às 3:00 da manhã, eu não sabia o porque, apenas despertava, sem motivo. Ouvi falar sobre a hora morta em que os portais do inferno se abrem, nesse horário, porém eu não acreditava, era só besteira da Internet.. Me deitei às 23:00 como de costume e podia sentir uma atmosfera diferente, pesada no quarto, como se eu estivesse sendo observada. Meus pais ainda trabalhavam e como minha irmã havia viajado, eu dormiria só, e não fazia idéia do que me esperava naquela madrugada. Despertei com um toque em minha perna mas como não havia ninguém, achei que era coisa da minha cabeça e adormeci novamente, então fui acordada com um soco na cara e enquanto meus olhos se adaptavam à escuridão, eu pude ver aquele rosto completamente distorcido, com um sorriso medonho, e o olhar fixo em mim. Com seu moletom branco, ensanguentado, o cabelo comprido e negro. Estava sedento por sangue, com uma faca em suas mãos.  Eu estava paralisada de medo, mas consegui perguntar: —“ Quem é você ?” E ele só ria. Eu estava apavorada, então gritei: —“ Vá para o inferno!” E ele me respondeu: — “Onde você acha que estamos?”  E essa foi a minha derradeira lembrança, até aquela criatura pular em cima de mim e sussurrar: —“ Shhhh, vá dormir..” com sua lâmina afiada em minha garganta. Era inútil tentar gritar mais, pois eu já estava engasgando com meu próprio sangue. Agora, tudo é escuridão. A próxima vez que você dormir será a última. Ele está te vigiando. Está ouvindo seus pensamentos. Esperando por você.

Postagens mais visitadas deste blog

Mini CreepyPastas

(1)As batidas
Eu acordei a noite ao ouvir algumas batidas no vidro.
Primeiro pensei que fosse da janela...mas percebi que as batidas vinham do espelho.


(2)cabelos Toda noite eu acordo pois me sinto sufocada pelos cabelos. Não entendo como pois sofro de câncer e faço quimioterapia a essa altura não tenho mais cabelos.
(3)minha filha ''não consigo dormir papai'', disse ela enquanto se arrastava para a minha cama. Acordei no dia seguinte, frio e segurando em minhas mãos o vestido cor de rosa em que ela foi enterrada.
(4)minha família cheguei em casa e encontrei minha esposa com nosso bebê. Não sei o que mais me assusta ver minha falecida esposa segurando nosso filho natimorto, ou saber que alguém invadiu meu apartamento para colocá-los lá.
(5)Em baixo da cama  enquanto eu coloco meu filho pra dormir, ele pede: ''mamãe, veja se tem algum monstro em baixo da minha cama?''  Eu olho para tranquilizá-lo, e vejo meu filho em baixo da cama. Ele sussurra para mim: '…

Terra Plana: Conhecendo A Teoria

Você certamente, quando ouviu falar da terra plana, pensou que isso é algo bobo e que não deveria dar nenhuma importância pois parece ser brincadeira. Certo? Bom não é bem assim que deveríamos reagir, há muitas perguntas que foram feitas para os "globalistas" que eles não conseguiram responder e que os "terras planistas" conseguem, e vice-versa, com isso acho que deveríamos pensar mais no caso, e questionar, esse é o ponto, devemos sempre questionar, não importa se parece ser bobo ou complexo, questione. 
  Vamos então dar inicio ao tema terra plana e conhecer mais sobre o assunto!! 

Modelo da Terra Plana


O modelo apresentado pelos os terras planistas consiste, obviamente, em uma terra plana, como um disco, onde o Ártico ou Pólo Norte fica no centro, e uma parede gigante de gelo (Antártida) que o circunda  inteiro e forma a circunferência. Ainda temos um Domo que cobre toda a terra, sendo assim não existe o ''espaço'', segundo eles, o sol e a lua ficam…

Os múltiplos fantasmas na praia de Guaratuba

O que eu vou contar aconteceu comigo (dona do blog) e com meus familiares a uns 5 anos atrás, na praia de Guaratuba, litoral do paraná. Então vamos ao relato.   Estávamos eu e minha família, total de 5 pessoas, passando as férias na praia,  então uma certa noite ninguém estava conseguindo dormir, pois estava muito calor e abafado, decidimos então dar uma volta a beira mar para sentir a brisa e se refrescar, não íamos entrar no mar nem nada era mesmo só para dar uma volta.   Pegamos nossas lanternas (detalhe: estavam totalmente carregadas) para iluminar nosso caminho e para não ter perigo de pisar em nenhum caranguejo ou algo do tipo. Chegando a beira mar, notamos varios trabalhos feitos por ali, creio que era pelo fato de ser em uma sexta-feira 13.   Começamos nossa caminhada normalmente, sei que andamos muito até decidir voltar, já estava bem tarde, por volta das 1/2 horas da manhã. Bom ainda na caminhada de volta para casa, nossa lanterna ou melhor dizendo nosso farolete (da queles be…