Pular para o conteúdo principal

Doce vingança (+18)

    
   CREEPYPASTA 

   Muita coisa já aconteceu na minha vida, como por exemplo meus pais sendo assassinados na minha frente, eu sendo vendida para o mercado negro de crianças, eu ter engravidando aos 14 anos e o aborto a seguir.
   Minha vida foi praticamente um inferno na terra nem sei como consegui escapar do cativeiro que o arrombado me colocou, bem nada melhor que uma facada no pescoço do bendito pra resolver. Assim no momento estou procurando quem matou meus pais sabe, quero matá-los também, de maneira lenta porém dolorosa.
   Descobri que eles vivem juntos  em um apartamento, irei lá óbvio me divertir talvez até brincar com suas entranhas, senti seu calor posso fazer até um laço lindo, estou ansiosa por isso.

(Semanas depois)

   Cheguei no apartamento deles está vazio pode se dizer que é até bonito, irei me esconder dentro do armário.
   Depois de muito esperar escuto o barulho da porta ao ser aberta, e barulho de salto parece que o babaca trouxe uma puta pra cá, pena que ele não vai afogar o ganso,  e sim sua cabeça em seu sangue.
   Seus passos estão cada vez mais próximos, os escuto com clareza. Depois de pouco tempo eles entram no quarto, e vão direto pra cama começam a tirar suas roupas, uma peça por vez. É agora vou sair.
   Sai literalmente do armário e apontei a arma aos dois, a mulher ficou desesperada eu fui até boazinha com ela, atirei logo em sua cabeça provavelmente não sentiu nada.
   Em seguida ordenei ao homem que se levantasse e se sentasse na cama, e lhe dei uma coronhada em sua cabeça o fazendo desmaiar. O amarrei na cama de um jeito que nem o próprio Hulk sairia, depois só me restava esperar ele ficar consciente novamente.

( minutos depois)

Ele acordou e olhou diretamente em meus olhos e me perguntou:
__Quem é você o que quer?? Dinheiro??

O respondi em um tom de ironia:
__ Sim quero seu dinheiro, seu seguro de morte seu filho de uma puta.

A única coisa que ele fez foi me encarar com raiva sem entender nada.

Olhei diretamente em seus olhos e perguntei:
__Não se lembra de mim?? Eu sou aquela garotinha que vocês venderam no mercado negro, vocês mataram meus pais.

Ele me respondeu:
__Ahhh sim, matei seus pais, só te digo uma coisa você está muita parecida com sua mãe aquela gostosa, deveria ter me divertido antes mas, não deu infelizmente.

A única coisa que fiz foi rapidamente apertar suas bolas com muita força, com intuito de fazê-lo sentir um pouco de dor. Ele começou a gritar se contorcer muito xingou-me de todos os palavrões possíveis.

Comecei a ficar de saco cheio de seu grito, voz, então botei uma fita em sua boca tão suja. Em seguida peguei meu soco inglês e o bati muitas e muitas vezes em sua face, mas o deixando vivo.
   É incrível o que se pode fazer com um soco inglês acredite, o fiz sofrer muito seu sangue vermelho dava vida ao lençol branco da cama, até que ele desmaia.
   Então 15 minutos depois ele acorda e me encara novamente, já estava de saco cheio disso então peguei uma faca bem afiada e cortei seu "amigo" foi cômico como ele se contorcia, a seguir o esfaqueei em seu peito, braços, pernas até ele morrer.
   Que triste queria me divertir mais, nem usei minha arma nele apesar que isso não tem problema, eu a usarei em seu companheiro.
   Fiz uma bagunça enorme decidi limpar meus acessórios, ninguém merece o sangue desse maldito em minhas coisas. Até que me veio na mente uma ideia por que não fazer uma surpresa para seu parceiro de crime??
   A seguir o que contarei a vocês o que fiz vai parecer estranho mas, eu fiz uma linguiça frita para ele bem não é exatamente de porco. Hahahaha.
   Só quero que adivinhem que tipo de carne é !!! Nunca comi mas ele pode até adorar. Hahahahahahahahahahha.

autora: thaiane (pink blue)


Postagens mais visitadas deste blog

Mini CreepyPastas

(1)As batidas
Eu acordei a noite ao ouvir algumas batidas no vidro.
Primeiro pensei que fosse da janela...mas percebi que as batidas vinham do espelho.


(2)cabelos Toda noite eu acordo pois me sinto sufocada pelos cabelos. Não entendo como pois sofro de câncer e faço quimioterapia a essa altura não tenho mais cabelos.
(3)minha filha ''não consigo dormir papai'', disse ela enquanto se arrastava para a minha cama. Acordei no dia seguinte, frio e segurando em minhas mãos o vestido cor de rosa em que ela foi enterrada.
(4)minha família cheguei em casa e encontrei minha esposa com nosso bebê. Não sei o que mais me assusta ver minha falecida esposa segurando nosso filho natimorto, ou saber que alguém invadiu meu apartamento para colocá-los lá.
(5)Em baixo da cama  enquanto eu coloco meu filho pra dormir, ele pede: ''mamãe, veja se tem algum monstro em baixo da minha cama?''  Eu olho para tranquilizá-lo, e vejo meu filho em baixo da cama. Ele sussurra para mim: '…

Terra Plana: Conhecendo A Teoria

Você certamente, quando ouviu falar da terra plana, pensou que isso é algo bobo e que não deveria dar nenhuma importância pois parece ser brincadeira. Certo? Bom não é bem assim que deveríamos reagir, há muitas perguntas que foram feitas para os "globalistas" que eles não conseguiram responder e que os "terras planistas" conseguem, e vice-versa, com isso acho que deveríamos pensar mais no caso, e questionar, esse é o ponto, devemos sempre questionar, não importa se parece ser bobo ou complexo, questione. 
  Vamos então dar inicio ao tema terra plana e conhecer mais sobre o assunto!! 

Modelo da Terra Plana


O modelo apresentado pelos os terras planistas consiste, obviamente, em uma terra plana, como um disco, onde o Ártico ou Pólo Norte fica no centro, e uma parede gigante de gelo (Antártida) que o circunda  inteiro e forma a circunferência. Ainda temos um Domo que cobre toda a terra, sendo assim não existe o ''espaço'', segundo eles, o sol e a lua ficam…

Os múltiplos fantasmas na praia de Guaratuba

O que eu vou contar aconteceu comigo (dona do blog) e com meus familiares a uns 5 anos atrás, na praia de Guaratuba, litoral do paraná. Então vamos ao relato.   Estávamos eu e minha família, total de 5 pessoas, passando as férias na praia,  então uma certa noite ninguém estava conseguindo dormir, pois estava muito calor e abafado, decidimos então dar uma volta a beira mar para sentir a brisa e se refrescar, não íamos entrar no mar nem nada era mesmo só para dar uma volta.   Pegamos nossas lanternas (detalhe: estavam totalmente carregadas) para iluminar nosso caminho e para não ter perigo de pisar em nenhum caranguejo ou algo do tipo. Chegando a beira mar, notamos varios trabalhos feitos por ali, creio que era pelo fato de ser em uma sexta-feira 13.   Começamos nossa caminhada normalmente, sei que andamos muito até decidir voltar, já estava bem tarde, por volta das 1/2 horas da manhã. Bom ainda na caminhada de volta para casa, nossa lanterna ou melhor dizendo nosso farolete (da queles be…