Pular para o conteúdo principal

Almas perturbadas

Atenção isso é uma creepypasta

Sempre gostei do sobrenatural, nunca vi nada de espetacular nem nada, no máximo uns vultos. Meu amigo Gabriel, que também é fascinado por esse mundo do oculto, me chamou para ir ver uma casa abandonada, como não tenho nada de melhor para fazer resolvi aceita o convite, afinal, sempre quis entrar em uma casa abandonada e ver se tem alguns fantasmas lá e para nossa sorte a casa tinha fama de ser assombrada.

Já era noite e chegamos então a casa, estava bem velha e acabada a porta da frente estava trancada, demos umas voltas para procurar uma entrada alternativa, achamos uma janela pequena, mas que dava para abrir facilmente, ela dava para um quarto, entramos e vi que parecia um quarto de criança pois havia ali alguns brinquedos como uma bola de futebol e bonecos, estranhamente estava tudo organizado em um canto do quarto, estavam bem sujos dava para perceber que fazia tempo que estavam todos ali. Fomos então em direção a porta do quarto, abrimos e ela dava para um corredor relativamente grande, olhamos para os dois lados estava bem escuro ali, sorte que trouxe-ra minha lanterna, andamos em direção para o que parecia ser a sala, chegando lá vimos que tinha bastante coisa, como por exemplo uma estante toda velha e empoeirada, uma mesa de centro suja meio quebrada com algumas revistas e fotos velhas ali em cima na hora não dei muita atenção a isso, tinha um sofá rasgado velho e empoeirado e no outro canto da sala havia uma cadeira, daquelas de balanço sabe, e do lado uma mesinha de canto, tinha a impressão de estar sendo observada o tempo todo naquela sala. Meu amigo estava ali dando uma olhada nas revistas e fotos em cima da mesa de centro, enquanto eu dava uma volta naquela sala, toda hora que batia o olho para a cadeira de balanço eu tinha a impressão que ela ia começar a balançar, até falei isso em um tom de deboche para o meu amigo:

-Essa cadeira vai começa a balança em.


Ele olhou sério para mim e disse para que eu não brinca-se com essas coisas, logo em seguida ele me mostrou uma foto que ele estava olhando, era a foto de um menino, de aproximadamente 7 ou 8 anos ele segurava em suas mãos a mesma bola que estava no quarto, e pelo o que sabíamos daquela casa, todos os moradores tinham sido assassinados ali, inclusive uma criança, que aparentemente era essa da foto. Resolvemos ir para um outro cômodo, a gente ia dar uma olhada no pequeno banheiro que tinha ali perto mas de repente meu amigo deu um grito e disse ter avistado alguém entrando na cozinha, falei bem alto:
-Tem alguém ai?
Não obtive resposta, então falei para meu amigo que podia ter sido apenas uma impressão e que sua mente podia estar pregando peças já que ele parecia estar com medo, e para ele sossegar um pouco fui na frente em direção a cozinha, chegando la, aparentemente não havia ninguém, tinha poucas coisas naquele cômodo, apenas os armários que ficam no alto da parede e o balcão que estava logo a baixo.
Enquanto olhávamos melhor a cozinha escutamos uma criança correndo no corredor e uma risada da mesma, não preciso nem falar que gelei na hora, não consegui nem me mexer de medo, já meu amigo correu para o corredor para ver se via algo, porém não viu.

Logo em seguida disso escutamos um ranger na sala, pronto arrepiou todos os pelos do meu corpo nessa hora, MAS como a curiosidade é maior, eu e meu amigo fomos investigar, chegando lá nos deparamos com a cadeira de balanço se movendo lentamente para trás e para frente, bem devagar e sem perde o ritmo, como se alguém estivesse sentado ali, e cada vez que a cadeira balançava, dava para escutar o ranger da tábua meio solta em baixo da cadeira, logicamente fiquei sem reação não sabia se corria se chorava ou se ia lá parar a maldita cadeira.

Antes que eu pudesse fazer alguma coisa, a cadeira parou repentinamente, houve-se então um silêncio ensurdecedor. Peguei a mão do Gabriel e sussurrei para a gente cair fora daquele lugar.
Quando se viramos para ir em direção ao quarto do garoto, para poder pular a janela de volta para fora, escutamos o barulho de uma porta batendo, o susto foi muito grande dei um pulo na hora e então corremos para ver que porta era.

Parecia puro filme de terror, porque justo a porta do único quarto que podíamos sair fechou? Tentamos abrir mas parecia trancada, como isso? Só estávamos nós dois... Eu comecei a procurar outra saída, mas todas janelas e portas estavam trancadas, o desespero tomou conta de mim já não sabia mais o que fazer.
Gabriel deu a ideia de quebrar a janela da sala jogando a mesinha de canto contra ela, e assim que ele sugeriu isso, a cadeira de balanço começou a se mover de novo, dava para escutar aquele mesmo ranger de antes, falei que era melhor não voltar para sala, estava com um pressentimento ruim daquele lugar.Começamos a escutar passos na cozinha agora, estávamos em um quarto ao lodo, parecia ser passos de uma mulher com salto, e ela murmurava alguma coisa do tipo:

-poque fiz isso eu não deveria não não não.

A casa toda parecia ter movimento, pois tinha começado também um barulho de bola sendo jogada contra a parede repetidamente no quarto do menino.

Novamente não sabia o que fazer estava tão desesperada era muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, meu amigo parecia estar paralisado de tanto medo.
Então eu gritei bem alto:

-Chega! a gente só quer sair daqui

E tudo ficou em silêncio, e a porta do quarto se abriu corremos até lá, eu não queria saber de mais nada apenas sair daquele maldito lugar infernal. MAS chegando no quarto, com o que eu me deparo? Com o garotinho da foto que vimos antes, ele estava lá parado olhando para fora pela janela, fiquei observando ele morrendo de medo pois sabia que era uma criança morta, então ele se virou para nós olhou bem no fundo dos meus olhos e sua feição mudou totalmente ficou escuro parecia que sua pele estava em decomposição, com olhos profundos e com a boca aberta, ele correu para cima da gente mas antes que pudesse chegar perto desapareceu no ar.

Não pensei duas vezes e logo pulei a janela para fora daquela casa, meu amigo veio logo atrás, simplesmente ficamos calados enquanto fazíamos o trajeto pra nossas casas.
Depois desse dia meu amigo mudou completamente, não era mais a mesma pessoa ele parecia muito diferente, meses depois fiquei sabendo que Gabriel tinha sido internado em um hospital psiquiátrico.

Ainda me pergunto porque aceitei ir para aquela casa, até então tenho tido pesadelos todos os dias com aquelas almas perturbadas.

Eu contei esse relato apenas para dizer que não se deve ir atrás desse tipo de coisa, pois quando você olha para o sobrenatural, ele olha de volta para você.

Tem alguma creepypasta de sua autoria e gostaria de compartilhar com a gente? mande-a para o e-mail terroreconspiracoes@gmail.com

Postagens mais visitadas deste blog

Mini CreepyPastas

(1)As batidas
Eu acordei a noite ao ouvir algumas batidas no vidro.
Primeiro pensei que fosse da janela...mas percebi que as batidas vinham do espelho.


(2)cabelos Toda noite eu acordo pois me sinto sufocada pelos cabelos. Não entendo como pois sofro de câncer e faço quimioterapia a essa altura não tenho mais cabelos.
(3)minha filha ''não consigo dormir papai'', disse ela enquanto se arrastava para a minha cama. Acordei no dia seguinte, frio e segurando em minhas mãos o vestido cor de rosa em que ela foi enterrada.
(4)minha família cheguei em casa e encontrei minha esposa com nosso bebê. Não sei o que mais me assusta ver minha falecida esposa segurando nosso filho natimorto, ou saber que alguém invadiu meu apartamento para colocá-los lá.
(5)Em baixo da cama  enquanto eu coloco meu filho pra dormir, ele pede: ''mamãe, veja se tem algum monstro em baixo da minha cama?''  Eu olho para tranquilizá-lo, e vejo meu filho em baixo da cama. Ele sussurra para mim: '…

Terra Plana: Conhecendo A Teoria

Você certamente, quando ouviu falar da terra plana, pensou que isso é algo bobo e que não deveria dar nenhuma importância pois parece ser brincadeira. Certo? Bom não é bem assim que deveríamos reagir, há muitas perguntas que foram feitas para os "globalistas" que eles não conseguiram responder e que os "terras planistas" conseguem, e vice-versa, com isso acho que deveríamos pensar mais no caso, e questionar, esse é o ponto, devemos sempre questionar, não importa se parece ser bobo ou complexo, questione. 
  Vamos então dar inicio ao tema terra plana e conhecer mais sobre o assunto!! 

Modelo da Terra Plana


O modelo apresentado pelos os terras planistas consiste, obviamente, em uma terra plana, como um disco, onde o Ártico ou Pólo Norte fica no centro, e uma parede gigante de gelo (Antártida) que o circunda  inteiro e forma a circunferência. Ainda temos um Domo que cobre toda a terra, sendo assim não existe o ''espaço'', segundo eles, o sol e a lua ficam…

Os múltiplos fantasmas na praia de Guaratuba

O que eu vou contar aconteceu comigo (dona do blog) e com meus familiares a uns 5 anos atrás, na praia de Guaratuba, litoral do paraná. Então vamos ao relato.   Estávamos eu e minha família, total de 5 pessoas, passando as férias na praia,  então uma certa noite ninguém estava conseguindo dormir, pois estava muito calor e abafado, decidimos então dar uma volta a beira mar para sentir a brisa e se refrescar, não íamos entrar no mar nem nada era mesmo só para dar uma volta.   Pegamos nossas lanternas (detalhe: estavam totalmente carregadas) para iluminar nosso caminho e para não ter perigo de pisar em nenhum caranguejo ou algo do tipo. Chegando a beira mar, notamos varios trabalhos feitos por ali, creio que era pelo fato de ser em uma sexta-feira 13.   Começamos nossa caminhada normalmente, sei que andamos muito até decidir voltar, já estava bem tarde, por volta das 1/2 horas da manhã. Bom ainda na caminhada de volta para casa, nossa lanterna ou melhor dizendo nosso farolete (da queles be…